O destino das uvas


Quando pensamos em vinho, não nos atentamos ao produto original chamado uva. Pois bem, como o planeta trabalha este produto e seus diversos fins na agricultura e consumo? Veja quadro abaixo, num estudo idôneo elaborado pela OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho).

produção mundial 2015

Esquema Mundial

Temos um vinhedo mundial com aproximadamente sete milhões e quinhentos mil hectares de vinhas (7573 mha). Neste vinhedo é gerada uma produção de setecentos e trinta e seis milhões de quintais de uva (736 Mqx). Só para saber, um quintal (medida antiga) é equivalente a cem quilos. Portanto, fazendo as contas, temos um rendimento médio mundial de aproximadamente nove mil e setecentos quilos de uva por hectare (97 ql/ha). Evidentemente, um número muito acima para vinhos de qualidade, por exemplo.

areas de vinhas

As cinco maiores áreas de vinhas

Efetivamente, trabalha-se com setecentos milhões de quintais de uva (699 Mqx), pois cerca de trinta e sete milhões são desperdiçados no processo (uvas inadequadas, podridão, perdas na colheita, etc …).

Continuando no esquema, quatrocentos milhões de quintais  (399 Mqx) são destinados à produção de vinhos e sucos, sendo 358 Mqx para vinhos e o restante para sucos. O volume mundial de vinhos gira em torno de 270 Mhl (duzentos e setenta milhões de hectolitros). Isso transformado em garrafas, nos dá um número astronômico de 36 bilhões de garrafas por ano. Pouco menos de seis garrafas por ano para cada habitante do planeta. Ainda bem que estamos acima da média. Eu, pelo menos …

É importante notar que as uvas são computadas em peso. Já o mosto de uvas e o próprio vinho são computados em volume. Nesta conversão existe uma perda natural, ou seja, precisamos em média de 1,3 Kg (um quilo e trezentos gramas) de uvas para produzir um litro de vinho. Neste processo, após espremermos as uvas, o peso da engaço (estrutura ramificada que dá sustentação aos grãos de uva), das cascas, do bagaço, e das sementes, são descartados. Conforme esquema, 358 Mqx de uvas geram 270 hectolitros de vinho.

O restante da produção mundial (300 Mqx), trezentos milhões de quintais, são destinados ao consumo in natura de uvas frescas, e uma pequena parte, de uvas passas. Respectivamente, 248 Mqx (frescas) e 52 Mqx (passas). Lembrando que precisamos de 4 Kg de uvas frescas para fazer 1 Kg de uvas passas. Daí, o preço bem maior do produto.

vinhos e uvas

utilização da uva no mundo (2000 a 2014)

Em resumo, aproximadamente pouco mais da metade das uvas (55%) do planeta são destinadas para o vinho, 35% para consumo de uvas de mesa, e o restante, entre sucos e uvas passas. Se levarmos em conta o rendimento para se fazer uvas passas, em peso efetivamente, a produção mundial não chega a dois por cento (2%).

Os cinco primeiros países na produção de uvas para consumo in natura (uvas frescas) são: China, Índia, Turquia, Irã e Itália. Só a China produz mais do que todos os outros quatro concorrentes juntos. São quase 85 Mqx (milhões de quintais) dos 247 Mqx do mundo.

Outra observação do gráfico acima é o acréscimo de consumo de uva in natura e o consequente decréscimo na produção de suco em termos mundiais. Entretanto, a indústria de suco de uva no Brasil atualmente vai de vento em popa. Um mercado em expansão e com forte caráter para a exportação.

Só para completar, os espumantes responde por cerca de 7% (sete por cento) da produção mundial de vinhos, enquanto os vinhos rosés giram em torno de 8% da produção mundial.

Anúncios

Etiquetas: , , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: