Degustação às Cegas na Mídia


Vez por outra, participo de algumas degustações em revistas especializadas, fartamente conhecidas do público. No entanto, quase sempre saio com uma certa frustação. Via de regra, são muitos vinhos a serem degustados num curto espaço de tempo. Neste contexto, o degustador tem muito pouco tempo para fazer sua avaliação, muitas vezes, menos de um minuto. Além do tempo escasso, a temperatura de serviço não está perfeitamente correta. A tendência é sempre estar um pouco gelado, sobretudo os tintos. Outro ponto importante é a decantação que muitos vinhos merecem e normalmente não é feita. Os vinhos são simplesmente abertos e servidos. As taças, às vezes não são as mais adequadas, prejudicando sensivelmente certos tipos de vinho. Por fim, a falta de homogeneidade do grupo de degustadores onde na maioria das vezes alguns são convidados às pressas.

Véronique Rivest: grande sommelière Canadense

Outro ponto importante nessas degustações  é que os vinhos são numerados aleatoriamente no intuito de não haver privilégios para um ou outro em questão. Ocorre que esta prática acaba prejudicando alguns vinhos se a ordem de serviço não for bem estudada. O encarregado da degustação deve prestar atenção e conhecer o estilo, a potência, até muitas vezes, a característica de safra de determinados vinhos, e coloca-los numa ordem coerente de degustação. É muito comum degustarmos um vinho tânico e mais estruturado que o vinho posterior. Este que vem em seguida, via de regra tem mais acidez e menos corpo. Portanto, os taninos residuais  do vinho anterior chocando-se com esta acidez mais evidente, podendo provocar uma amargor desagradável, prejudicando sua avaliação. Esse é um dos exemplos, dentre vários.

Garrafas numeradas para degustação

Por fim, um tema coerente para a degustação proposta. Não adianta misturarmos vinhos que não tenham uma ligação entre si, salvo algumas exceções como por exemplo, identificar às cegas os principais varietais do mercado, ou seja, um riesling, um sauvignon blanc, um chadonnay, e assim por diante. O cuidado é escolher para cada um desses varietais, vinhos que expressem bem sua respectiva tipicidade. Votando ao tema, o elo de ligação pode ser um varietal, uma determinada denominação de origem, as famosas verticais de um determinado vinhos, e vai por aí afora.

Robert Parker: Especialista em grandes Bordeaux

Para aqueles que estão formando confrarias, procurem não exagerar no número de garrafas. De seis a dez garrafas são números mais que suficientes para uma boa avaliação, sobretudo para os que estão começando neste métier. Como disse, avaliar trinta ou mais vinhos de uma vez não é tarefa fácil, mesmo descartando num recipiente os vinhos degustados. Depois de quinze, vinte amostras, o paladar já começa ficar cansado, saturado, prejudicando a avaliação com julgamentos inseguros.

Portanto, meu conselho é não levar muito a sério esses resultados publicados e fartamente explorados pelo marketing do vinho. Digo isso, porque tem pessoas que seguem religiosamente essas notas, não percebendo ou desconhecendo as ressalvas acima mencionadas. Se você gosta de um determinado tipo de vinho, de uma determinada região, procure seguir degustadores experientes e especializados no assunto.

Da próxima vez que ler ou consultar a premiação ou avaliação de um vinho, faça estas perguntas imediatamente: Qual a fonte desta pesquisa? Qualo critério  utilizado nesta avaliação? Quem eram os concorrentes deste vinho premiado? Quais as pessoas que participaram desta avaliação? Garanto que seu entusiasmo não vai ser o mesmo.

Anúncios

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: