Vale do Rhône: Parte IX


Após uma série de apelações famosas do extenso Vale do Rhône, chegamos às apelações mais periféricas, muitas delas influenciadas ora pelo terroir provençal, ora pelo terroir do Languedoc. Em nosso site de referência para esses artigos (www.rhone-wines.com), as seis apelações abaixo descritas são catalogados como apelações do Vale do Rhône, e não apelações das Côtes (encostas), por ficarem relativamente longe das imediações do rio Rhône.

Dê um zoom no mapa acima

 

Costières de Nîmes e Clairette de Bellegarde

Duas apelações bem ao sul do Rhône, num clima mais quente e com muita infuência do Languedoc, situado mais a oeste do mapa.

Costières de Nîmes foi promovida à apelação em 1986, produzindo sobretudo tintos e rosés, com apenas 10% de vinhos brancos. O corte GSM (Grenache, Syrah e Mourvèdre) é liderado pela Grenache com alguma adição de Cinsault e Carignan. São vinhos relativamente simples, para o dia a dia.

Apesar de antiga (apelação desde 1949), Clairette de Bellegarde apresenta produção muito pequena, com área em torno de sete hectares. São vinhos brancos com a uva homônima (Clairette) de fácil oxidação. Devem ser tomados jovens.

Côtes du Vivarais e Grignan les Adhémar

As duas apelações estão na mesma latitude, uma de cada lado do rio Rhône. Côtes de Vivarais é uma apelação relativamente pequena com 406 hectares, criada em 1999. Elabora tintos, rosés e alguns brancos, com as uvas típicas do Rhône, já mencionadas em várias oportunidades.

Grignan les Adhèmar é o nome recente da apelação Coteaux du Tricastin. A mudança ocorreu devido ao nome Tricastin estar envolvido em pequenos acidentes nucleares na região. A apelação engloba mais de 1600 hectares, com vasta predominância de tintos (72%), seguida por rosés (22%) e brancos (6%). São vinhos agradáveis para o dia a dia, sem grandes pretensões.

Luberon e Ventoux

Luberon conforme mapa acima, tem clima muito mais provençal com alguma infuência dos Alpes meridionais. Prova disso, é a grande produção de rosés (48%), quase metade de todos os vinhos, seguida por tintos e brancos em proporções relativamente iguais. A área de plantio é de 3200 hectares de vinhas e as uvas são as mesmas do Rhône, com as brancas sofrendo forte influência da Provença, a exemplo das típicas Vermentino (chamada localmente de Rolle) e Ugni Blanc.

O rio Coulon determina os limites entre as apelações Luberon ao sul e Ventoux, ao norte. A apelaçãoVentoux data de 1973 e é a maior em produção e área das seis citadas neste artigo. Com mais de seis mil hectares, Ventoux produz sobretudo tintos (64%) , rosés (32%) e um pouco de brancos (apenas 4%). O relevo é montanhoso, culminando com o monte Ventoux atingindo 1912 metros de altura. O clima é provençal com as montanhas e a aproximação dos Alpes meridionais refrescando as vinhas. Nos tintos e rosés predominam a Grenache, Mourvèdre, Cinsault e e Carignan. Nos brancos, as uvas locais já mencionadas em outras apelações, dominam os cortes.

Quem quiser provar vinhos destas duas últimas apelações que são maiores, e com alguma oferta de vinhos no Brasil, Paul Jaboulet Ventoux Les Traverses 2009 e M. Chapoutier La Ciboise Luberon 2009, ambos da importadora Mistral (www.mistral.com.br) e com preços atrativos, são belas opções.

 

Advertisements

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , ,

Uma resposta to “Vale do Rhône: Parte IX”

  1. Vale do Rhône: Parte IX de vinhosemsegredo em Vinho Sem Segredo « Enogastronomicos Says:

    […] original: Vale do Rhône: Parte IX de vinhosemsegredo publicado [dia May 31, 2012 at 03:00PM] em Vinho Sem Segredo. Republicado por […]

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: