Borgonha: Parte III


Prosseguindo no detalhamento dos vinhedos da Côte d´Or, vamos nos fixar na Côte de Nuits com seus tintos extraordinários. Antes porém, só para esclarecer, o sufixo Or do nome acima refere-se à posição do sol na encosta, a qual logo pela manhã começa refletir seus raios nos vinhedos, ou seja, a tradução correta seria Costa do Oriente.

Côte de Nuits

Esta sub-região é o modelo clássico de um terroir. Imaginem uma colina no hemisfério norte com declive a leste, insolação perfeita, altitude adequada à casta, drenagem e composição de solo extremamente balanceadas. Todos esses fatores e alguns mais são potencializados exatamente na faixa da colina onde estão localizados uma série de Grands Crus, aproximadamente entre 250 e 300 metros de alitude. Só neste detalhe, o famoso vinhedo Romanée-Conti tem o requinte de estar exatamente a 275 metros de altitude, bem no centro da faixa privilegiada. O primeiro esquema do mapa abaixo nos dá uma idéia desta precisão. 

Detalhes no site: http://rge.revues.org/994

Aqui como já dissemos, é o berço espiritual da Pinot Noir, casta exigente quanto ao clima, solo, métodos de vinificação e amadurecimento em madeira. Neste terreno, a Pinot Noir encontra seu solo ideal, uma mistura judiciosa de argila e calcário denominada marga, com proporção um pouco maior de argila, proporcionando um solo relativamente frio. Este solo em altitude e declive adequados, exatamente na faixa dos Grands Crus, resulta num ciclo perfeito de amadurecimento da Pinot Noir, que é uma casta relativamente precoce. Portanto, aqui seu ciclo é alongado ao máximo, onde a uva consegue amadurecer adequadamente, mantendo um bom nível de acidez e criando uma estrutura tânica notável para os padrões da casta como em nenhum outro local. Nas mãos de um produtor consciente, respeitando rendimentos baixos, extração e maceração corretas do mosto, e amadurecimento balanceado em madeira, pode-se chegar a algo sublime.

Próximo post, comunas da Côte de Nuits.

Etiquetas: , , , , , , , , , ,

Uma resposta to “Borgonha: Parte III”

  1. Borgonha: Parte III de vinhosemsegredo em Vinho Sem Segredo « Enogastronomicos Says:

    […] original: Borgonha: Parte III de vinhosemsegredo publicado [dia March 08, 2012 at 02:00PM] em Vinho Sem Segredo. Republicado por […]

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: